Simulador de investimento: Como usar e saber se é seguro

Simulador de investimento: Como usar e saber se é seguro

Você é daquelas pessoas que consegue juntar um dinheiro e, ao não saber como aplicá-lo, acaba ficando com ele guardado na poupança, pois sabe que dessa forma ninguém vai gastá-lo? Você precisa conhecer um simulador de investimento.

Com isso, você até quer realizar algum tipo de investimento, mas não sabe qual, nem onde procurar, e acaba deixando o dinheiro na poupança, pois sabe que lá, pelo menos, não estará tirando fatias e mais fatias dele, além de fazer rendê-los, mesmo que minimamente.

Mas acontece que você pode e deve realizar um investimento melhor, que possa te oferecer maiores lucros, aumentando o seu capital. Para saber ao certo qual o melhor a seguir, existem bancos e instituições financeiras que oferecem um simulador de investimento.

Você já ouviu falar de um simulador de investimento? Ainda não? Pois então, fique por aqui, porque hoje queremos falar sobre esse serviço que as instituições financeiras têm para oferecer e que muito ajudam aqueles que andam meio perdidos, sem saber em que investir.

Simulador de investimento é seguro?..

O que é um simulador de investimento?

O simulador de investimento nada mais é do que um serviço que tem como objetivo ajudar a pessoa a entender, de uma forma mais detalhada, a sua realidade financeira, onde será possível fazer uma análise das opções de produtos que cabem no seu bolso e aqueles que são mais adequados para você no momento.

Seria como uma espécie de consultoria virtual de extrema utilidade, onde as pessoas que estivessem iniciando no ramo, e não têm a mínima ideia, pudessem ter um norte, saber por onde elas podem começar.

O simulador de investimento é uma ferramenta que tenta reproduzir o cenário do mercado quase que em tempo real, oferecendo a possibilidade de que seja simulado diferentes opções de investimento para que você possa escolher a melhor opção para realizar o seu investimento.

Como funciona o simulador de investimento?

Para que você inicie a sua vida de investidor e comece a utilizar o simulador de investimento, você precisa primeiro realizar um cadastro inicial para que possa determinar que tipo de investidor você é. Logo depois disso, você poderá começar a fazer as simulações dos lucros futuros nos diferentes tipos de aplicações, como previdência, poupança, fundos de investimento, entre tantos outros.

Como você pôde perceber, as possibilidades que você tem de realizar investimento são várias, como comprar um apartamento para reformar e depois vendê-lo, até investir na Bolsa de Valores. E é justamente por isso que é importante você consultar as principais opções de simuladores disponíveis.

Dessa forma, você poderá optar por aqueles que são mais renomados no mercado, como:

Banco Itaú, que possui um simulador para você calcular quanto deve guardar para comprar um veículo;

Banco do Brasil, que possui um simulador de aplicações futuras para os universitários, mas que também funciona muito bem para qualquer pessoa;

XP investimentos, que é dono de algumas opções de objetivos financeiros, como acumular R$ 1.000.000,00, criar uma reserva para a aposentadoria e mostrar quais passos você deve dar para que possa alcançar esses objetivos;

FolhaInvest, que é um simulador para quem deseja começar a investir nas ações;

BM&F Bovespa, oferece a possibilidade de simular as operações na Bolsa de Valores com os dados reais de mercado. Com ela você poderá comprar e vender ações de diferentes empresas, visualizar os seus ganhos e perdas sem gastar o seu dinheiro de verdade.

Como utilizar o simulador de investimento?

Antes de começar a fazer o investimento, é primordial que você tenha uma preparação financeira. O primeiro passo para isso é criar uma reserva de emergência, mantendo de três a seis salários na poupança e o segundo passo seria estruturar a sua aposentadoria, com um bom plano de previdência.

Somente depois que você começar a poupar uma boa parte do seu dinheiro para esses dois objetivos é que você pode começar a procurar um simulador de investimento para realizar uma operação de maior risco.

Outra situação importante é você passar a se interessar um pouco mais sobre o mercado econômico, ler mais sobre as finanças pessoas, conhecer um pouco melhor esse mundo, para já ir se habituando a universo.

Os cálculos do simulador de investimento são feitos através de uma forma instantânea, onde, para que você comece a realizar a sua simulação de investimento, basta preencher os seguintes campos:

Valor da aplicação – aqui será o valor que você irá dispor para começar o seu investimento;

Prazo – nesse campo, será o tempo em que você pretende investir. Esta informação deverá ser dada em meses;

Aportes – este campo só deverá ser preenchido se for simular aplicando um valor fixo todos os meses;

Taxa Selic – que é a taxa de juros que incidirá sobre esse período;

Taxa DI – que é a taxa do CDI que estará valendo durante este período;

CDB/LC – é a taxa que o banco onde pretende investir está oferecendo;

LCI/LCA – é a taxa que o banco onde pretende investir está oferecendo;

Poupança – é o rendimento da poupança mensal do período.

Qual é o passo a passo para começar a investir?

Antes de ensinar o passo a passo para que você comece a investir, é preciso afirmar que o simulador de investimento é totalmente seguro. Isso porque ele é capaz de te oferecer, de forma instantânea, como anda o mercado, quais são as taxas e as formas de lucro ou prejuízo que você poderá obter.

Portanto, se você está na dúvida se utiliza ou não o simulador de investimento, a nossa dica é para que sim, faça uso dessa ferramenta, que é extremamente segura.

Agora, para começar a investir, você precisa seguir os seguintes passos abaixo:

  • Definir um valor a ser investido. Você tem que por em mente que, durante um período, você não deverá contar com esse dinheiro;
  • Estabeleça o tempo em que você pretende deixar o seu dinheiro aplicado;
  • Avalie o seu perfil de investidor fazendo uso do simulador de investimento;
  • Não faça o investimento todo do seu dinheiro em apenas um só produto. Diversifique. Esse é o melhor conselho que podemos te oferecer. Dessa forma, você não ficará exposto ao risco de um único produto financeiro.

Similar Posts
Ferramentas para vender mais – As 5 melhores que precisará em 2019
Ferramentas para vender mais – As 5 melhores que precisará em 2019
Toda empresa busca pelo aumento constante das vendas. É necessário estar em constante mudança e evolução estratégica para alcançar os...
Lugares baratos para viajar – 6 Melhores
Lugares baratos para viajar – 6 Melhores
Em nosso período de férias sempre quemos relaxar e descansa bastante, momento também que escolhemos lugares maravilhosos para conhecer. E...
Cartões de crédito com juros baixos – 7 Melhores de abril de 2019
Cartões de crédito com juros baixos – 7 Melhores de abril de 2019
Cartões de crédito com juros baixos ?! Geralmente, é prudente evitar o transporte de saldos em seus cartões de crédito....

There are no comments yet, add one below.

Leave a Reply


Name (required)

Email (required)

Website