Como administrar os gastos com animais de estimação

Como administrar os gastos com animais de estimação

É praticamente impossível resistir à tentação de ter um animal de estimação em casa, não é mesmo? Companheiros para você e para a sua família, os bichinhos realmente mudam as nossas vidas e as nossas rotinas — e, claro, as nossas finanças. Por isso, antes de tomar a decisão de adotar um, é importante pensar em como administrar os gastos que virão com ele.

O animal de estimação vai impactar o orçamento familiar de forma decisiva, e não apenas em algumas parcelas. Parece muito, não é? Mas com algumas dicas é possível cuidar bem do seu bichinho e do seu bolso. Anote aí:

Gastos iniciais

Assim como qualquer outra despesa, o investimento inicial ao ter um pet é maior. Calcule, nos primeiros meses, gastos com os primeiros cuidados com o animal, como os vermífugos e vacinas necessárias nos primeiros meses e os itens indispensáveis para o conforto do bichano, como comedouros e bebedouros, cama, caixa de areia ou casinha, coleira e brinquedos. Vale ainda pensar se não há nada na sua casa que precise ser adaptado, como a inclusão de telas na janela (no caso dos gatos, isso é fundamental) ou no quintal.

Para economizar nessa fase, considere adotar em vez de comprar o seu bichinho — além de mais barato, é mais sustentável e politicamente correto. Se for pegar algum item emprestado para baratear os seus gastos, lembre-se de esterilizar bem o que será usado.

Gastos mensais

Agora que você já orçou as suas despesas iniciais, faça uma projeção de como administrar os gastos mensais com o seu animal de estimação. Um estudo da FGV (Fundação Getúlio Vargas) estimou que ao longo da vida do pet são gastos em torno de R$ 60 mil, o equivalente a dois carros zero! Quer saber para onde vai tanta grana? Continue acompanhando:

→ Alimentação

Sem dúvida é o item mais dispendioso. Ao calcular, não adianta escolher a opção mais barata de ração, pois a saúde do seu animal também depende disso. Do odor das fezes à frequência com que as faz e até o humor do seu bichinho podem ser impactados pelo tipo de alimento. Considere também o porte do animal ao fazer o cálculo, bem como a diferença de idade, já que as opções para recém-nascidos variam de valor em relação aos adultos e idosos.

Leia mais: Economize com seu cachorro: 3 dicas que fazem bem pra ele e pro seu bolso

→ Higiene

Banho e tosa precisam ser realizados com frequência, de preferência por um profissional qualificado. Você pode administrar esses gastos tomando cuidado principalmente com o luxo que quer dar ao seu animal. Cada vez mais, entram na moda tratamentos estéticos, anti estress e até tinturas e tosas que dão mais estilo ao pet. Pondere exatamente o que é necessário para a saúde do animal e o que são os gastos supérfluos.

→ Acessórios

Brinquedos, escovas, cobertores e roupinhas precisam ser trocados com certa frequência também, tanto pelo crescimento do pet quanto pela vida útil desses objetos. Tome cuidado com os gastos extras na escolha dos itens, cuja variedade de opções pode ser tentadora.

→ Gastos preventivos

Não é só no começo da vida que os animais precisam tomar vacinas e visitar o médico. Assim como os vermífugos, que podem ser aplicados de tempos em tempos, as vacinas têm prazos de validade e precisam ser dadas na frequência indicada pelo veterinário para evitar que doenças ou complicações surjam para o animal.

→ Veterinário

A ida ao médico é, além de uma segurança, uma necessidade em alguns casos. Não dá pra prever quantas vezes o seu pet precisará fazer uma visita ao consultório, mas é importante reservar uma quantia para essas ocasiões.

Já estão disponíveis no mercado planos de saúde para animais, que variam de R$ 35 a R$ 180, aproximadamente. Apesar de ser um gasto fixo mensal, você pode economizar no futuro, visto que normalmente as taxas já cobrem despesas com cirurgias e atendimentos regulares e emergenciais. Há planos ainda que oferecem desconto na compra de acessórios do pet shop.

→ Serviços

Além dos serviços médicos, você pode já estimar como administrar os gastos com outros tipos de profissionais, como o hotel, para uma família que viaja muito, ou o andador de cães, caso trabalhem fora e não tenham tempo de levar o animal para passear.

Já deu para perceber o quão complexa é a gestão de gastos com um animal de estimação? Para entender qual a quantia total que você precisará investir, pode fazer uma conta simples depois de ter orçado os itens acima: multiplique os gastos mensais pela expectativa de vida de seu pet (se quiser ser ainda mais preciso, adicione os juros anuais da inflação). A seguir, some o investimento inicial. Tomou um susto? Daí a necessidade de preparar bem o seu orçamento para essa nova despesa.

Todo esse planejamento, porém, não deve te desmotivar a ter um bichinho em casa. Já existem diversas ferramentas que te ajudam no processo e em como administrar os gastos relacionados à chegada do novo integrante da família. Uma dessas opções é um software de gestão de finanças. Basta inserir as informações das compras e do seu animal que ele faz todo o trabalho por você! Além de te ajudar na gestão, ele mantém o seu estilo de vida sem fazer com que você tenha que abrir mão dos seus planos.

Pronto para ter o seu pet? Te ajudamos a fazer dar certo! Baixe o Organizze e veja como é fácil!

fonte

Similar Posts
Saiba como fazer para investir seu 13º e seu dinheiro render
Saiba como fazer para investir seu 13º e seu dinheiro render
Chega o fim do ano e muita gente já se prepara para receber o tão aguardado 13º salário. Esse dinheiro...
Sabe o que é Análise de investimentos ? Conheça Ferramentas que te auxiliam a ganhar mais!
Sabe o que é Análise de investimentos ? Conheça Ferramentas que te auxiliam a ganhar mais!
Você sabe o que é uma análise de investimentos? Se você é daqueles que desejam ter um determinado investimento, você...
para você que mora fora do Brasil – Veja o que fazer para não ter problema com a Receita
para você que mora fora do Brasil – Veja o que fazer para não ter problema com a Receita
O primeiro artigo sobre Como investir no Brasil morando no exterior, trouxe muita repercussão e recebi diversas dúvidas sobre os...

There are no comments yet, add one below.

Leave a Reply


Name (required)

Email (required)

Website