Finanças pessoais – 7 dicas para você se dar bem!

Finanças pessoais – 7 dicas para você se dar bem!

As finanças pessoais parecem incontroláveis para você? Não está conseguindo ter a organização que pretendia? Esses são cenários comuns, que possuem diversas soluções para conquista da saúde financeira.

Estamos aqui para te ajudar a colocar as suas finanças pessoais nos trilhos. Acompanhe as dicas 7 dicas exclusivas que separamos e comece a trabalhar suas questões econômicas hoje mesmo.

Como organizar minhas finanças pessoais?

Finanças pessoais

Organize um orçamento em planilhas e aplicativos

O primeiro passo para começar a entender as suas finanças pessoais é a organização. Você precisa inserir todos os dados relacionados ao cenário econômico em um documento de qualidade.

Ganhos e gastos, despesas em geral, orçamentos mensais: esses são apenas alguns dos componentes que precisam estar em sua planilha. É essencial, inclusive, que você utilize um espaço organizado para inserir todas as informações.

Uma simples planilha de Excel geralmente resolve o problema. Entretanto, você pode optar por sistemas mais complexos. Hoje em dia, os diversos aplicativos de gestão financeira pessoal possuem incríveis funções de acompanhamento das variações em sua conta.

Invista em objetivos separados por prazo

Suas finanças pessoais precisam de uma organização baseada em objetivos alcançáveis. Essa importância se torna especial principalmente na hora de poupar, dando mais disciplina e motivação para guardar o dinheiro em vez de gastar.

Nossa dica é sempre anotar esses objetivos, colocando os números de referência ao lado. Para ter um controle ainda maior, você pode separar metas em curto, médio e longo prazo. Geralmente, a separação se baseia na quantidade de dinheiro necessária para chegar a cada uma dessas conquistas.

Não deixe de rever os seus objetivos, para saber se eles ainda fazem sentido ao longo dos anos. É comum que um objetivo não tenha mais importância dadas as mudanças na vida pessoal.

Sempre compare os preços

Comparar preços é muito saudável para as suas finanças pessoais, mas nem todo mundo sustenta o hábito. Se você quer ter segurança na hora de escolher por produtos, é interessante começar a investir em comparações.

Você já parou para pensar que as promoções podem fazer diferença na sua vida? Esse raciocínio deve ser feito a longo prazo. O interessante é procurar investir mais no momento para economizar depois, quando a alta nos preços for uma realidade novamente.

Procure comprar preços principalmente na hora de fazer compras de supermercado e escolher locais para lazer. Costumamos pagar caro com mais facilidade nessas atividades.

Tenha uma reserva para emergências

É sempre interessante colocar uma reserva para emergências em seu planejamento. As finanças pessoais, desse modo, não sofrerão um impacto tão grande caso algo ocorra.

Muitas pessoas se perguntam: mas o dinheiro poupado não é de emergência? Não quando ele estiver atrelado a um objetivo já planejado. Ele passa a ser apenas uma quantia guardada para o futuro.

O que estamos pontuando aqui é a necessidade de ter um dinheiro apenas para emergências, que não esteja comprometido. Você pode pegar uma porcentagem do salário ou até separar um pouco do rendimento de investimentos. O importante é ter essa segurança.

Faça uma revisão de estilo de vida

Você pode até pensar que tem tudo certo para começar a poupar, mas é interessante revisar o seu estilo de vida antes de começar. Afinal, estamos falando de quais valores para atingir a independência que você sonha?

Mais urgente do que isso é saber se você está gastando de acordo com o seu rendimento, ou seja, se você é um comprador por impulso. Para esclarecer o fato, temos uma regra simples, chamada de “24 horas”.

Quando se deparar com algo que quer muito, espere um período de 24 horas antes de realmente realizar essa compra. Esse tempo serve para rever prioridades!

Tenha disciplina para poupar

Um dos principais fatores é a disciplina. Sabemos que o conceito é abstrato, mas ele se torna mais claro se aplicarmos na economia. A disciplina, aqui, quer dizer regularidade no valor poupado e no dia de retirada do dinheiro da conta.

É indispensável ter um dia, preferencialmente o dia de recebimento do salário, para retirar o dinheiro. Cuidado para não cair na cilada de deixar tudo para o final, em que o rendimento está acabando. Você pode se sentir mais inclinado a deixar para guardar no mês seguinte, já que não tem muito.

Cuidado com o crédito

O crédito pode ser usado para o bem ou para o mal em relação a sua saúde financeira. O primeiro passo é avaliar se você sabe controlar o uso do cartão de crédito, e se a sua fatura está de acordo com o seu rendimento.

Nossa dica para uso de crédito é definir um valor limite mensal. Quando esse valor for atingido, é importante deixar essa possibilidade de lado. Cuidado, também, com o parcelamento. Você pode acabar preso a uma dívida que perdura por muito tempo se não souber avaliar os valores de cobrança.

E você, está pronto para organizar as suas finanças pessoais com base em nossas orientações? Qual das dicas foi a sua favorita? Deixe o seu comentário abaixo e compartilhe nosso conteúdo!

Similar Posts
Invista no próximo Facebook, invista em startups!
Invista no próximo Facebook, invista em startups!
Pequenos investidores também podem investir em startups, e é muito mais simples do que você imagina. A gente te explica...
Sabe como economizar no seu final de ano? Aqui está
Sabe como economizar no seu final de ano? Aqui está
Chegou aquele tempo que algumas pessoas aguardam ansiosamente: as festas de final de ano. Não há nada mais gostoso do...
Se torne um investidor consistente em tudo
Se torne um investidor consistente em tudo
Investir na bolsa de valores talvez seja uma das atividades nas quais exista a maior discrepância entre a prática e a...

There are no comments yet, add one below.

Leave a Reply


Name (required)

Email (required)

Website